Como entender a existência de três pessoas na Divindade, sendo chamadas de um único Deus?

A natureza das três pessoas da Divindade não nos é possível compreender plenamente, mas, pelas evidências escriturísticas, podemos compreender e aceitar Sua existência.

Nossa mente finita não pode entender, mas a Revelação nos diz claramente: “Ouve ó Israel, o Senhor Teu Deus é um único Deus” (Deuteronômio 6:4). Entretanto, se observarmos atentamente as evidências bíblicas, este Deus único é composto de três pessoas distintas.

Apresentaremos, a seguir, uma série de textos sobre as três pessoas da Divindade.

Em Êxodo 3:4 temos a revelação acerca do nome de Deus – “Eu Sou o que Sou”. Normalmente, aceitamos que esse texto está falando de Deus Jeová, o Pai. No entanto, João 8:58 nos diz que os judeus queriam matar Jesus porque Ele disse “EU SOU”. Percebemos aqui que, na verdade, quem se manifestou na sarça ardente (Êxodo 3:4-12) foi Jeová, o Filho. Isso é confirmado pelo relato de Atos, capítulo 7.

Em João 10:30, outra vez os judeus queriam pegar em pedras para matar Jesus. Ele dissera:“Eu e o Pai somos um”. Eles o acusaram de blasfêmia porque Ele se proclamara igual a Jeová, o Pai.

Não entendemos tudo, mas somos chamados a aceitar essa e outras revelações da Palavra – precisamos crer!

Continuando, em 2 Pedro 1:17 nos é declarado que Jesus recebeu de Deus o Pai (Jeová) a honra e a glória quando lhe foi dirigida a voz: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.”

Aqui temos duas coisas específicas: primeiro, que há uma pessoa chamada Pai; segunda, que Ele é identificado como Jeová (Deus).

Vamos para outras evidências acerca das pessoas da Divindade:

 A Pessoa de Jesus

Em Apocalipse 1:8 lemos: “Eu sou o Alfa e o Ômega (o princípio e o fim), diz o Senhor, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso.”

Quem é esse? Sem dúvida, Deus o Pai.

Examinaremos agora o capítulo 22:7, 13 e 16. “Alfa e Ômega, o princípio e o fim”. Essas expressões são aqui claramente atribuídas a Jesus. Por quê? Porque Ele sendo Deus (Jeová), o Filho também pode assumir esses títulos.

O título “Filho do homem” é atribuído a Jesus (Apocalipse 1:12). Já os versos 17 e 18 fazem referência a esse Filho do homem como o Alfa e o Ômega, o primeiro e o último. Jesus, sem dúvida, é Deus (Jeová), o Filho.

Coloquemos lado a lado Isaías 44:6 e Apocalipse 1:17 e 18. Há dois “primeiro e último”, dois “Alfa e Ômega”. É a mesma pessoa falando em distintas ocasiões!

Até este ponto, temos mostrado que há duas pessoas: Pai e Filho e ambas são chamadas de Jeová. Romanos 9:5 é um texto adicional para mostrar que Cristo é “Deus bendito eternamente”.

 A Pessoa do Espírito Santo

Saiamos em busca da terceira pessoa. Há uma terceira pessoa identificada como o Espírito Santo e que também se chama Jeová (Deus).

Em Atos 5, há um texto interessante que nos passa por alto quando lemos apressadamente. Temos ali a história de Ananias e Safira.

Nos versos 3 e 4, lê-se: “Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço da verdade? Não mentiste aos homens, mas a Deus.”

Quem é esse Espírito Santo? A resposta está no verso 4: “Não mentiste aos homens, mas a Deus.”

Duas coisas: Pedro apresenta (verso 3) o Espírito Santo como uma pessoa e, no verso 4, reconhece que essa pessoa é Deus (Jeová).

O capítulo 13:1 e 2 de Atos tem mais detalhes. Ali nos diz que o Espírito Santo falou: “Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra que os tenho chamado”.

Notemos que o Espírito Santo fala e faz um chamado especial (para serviço) sem qualquer intermediário. Ele fala, decide, escolhe, separa (chama) a quem Ele deseja.

Conclusão: há três pessoas que são chamadas igualmente de Deus ou Jeová.

 Evidências Adicionais:

 Na encarnação – Lucas 1:35 – As três pessoas, em diferentes funções, são mencionadas.

  1. Batismo de Jesus – Mateus 3:16 e 17 – O Pai, o Filho e o Espírito Santo presentes por ocasião do batismo.
  2. A comissão evangélica – Mateus 28:19 – Outra vez encontramos a Trindade na fórmula oferecida para o batismo dos crentes.
  3. Na Ressurreição de Jesus – Atos 3:26; 2 Tessalonicenses 1:10; João 2:19-21 – Temos o Pai e o Filho envolvidos na ressurreição. Para completar o quadro, temos Romanos 8:11. Aqui o Espírito é apresentado como autor da ressurreição de Cristo. Atos 17:31 menciona Deus, o Pai, ressuscitando. O Deus triúno participou na ressurreição de Jesus.
  4. Bênção apostólica – 2 Coríntios 13:13 – Outra vez, o Pai, o Filho e o Espírito Santo atuando em favor da igreja cristã.

 Muito mais poderia ser acrescentado, pois há dezenas e centenas de textos para formar um quadro mais amplo. Em toda a Escritura temos evidência da ação de três Pessoas amorosas, poderosas, oniscientes e onipresentes unidas em um só propósito: salvar Seus filhos e guiá-los para a felicidade eterna.

“Esse é o nosso Deus a quem aguardamos; nele gozaremos e nos alegraremos” (Isaías 25:9). E afinal, não é exatamente isso que esperávamos dEle?

 Pr. Dermival Reis

Fonte: http://esperanca.com.br

Anúncios

(03 de 08) Como ser feliz em 8 sábados? – Pr. Álvaro Martinho

cuidado-ovelhas

Olá, tudo bem?

Como você pôde perceber, estamos alguns dias atrasados com a postagem deste que é o terceiro dia da série “Como ser Feliz em Oito Sábados”, porém este atraso foi por uma boa causa. As programações envolvendo vários distritos até assuntos pessoais no que diz respeito ao meu casamento e entre outras coisinhas fizeram com que este atraso acontecesse.

Porém, o mais importante é saber que o blog não para e que Deus tem mostrado a muitos a importância da literatura inspirada por Ele. Que Deus seja louvado neste blog.

No último sábado dia 25 de Fevereiro de 2012, o Pr. Álvaro deu prosseguimento a série “Como ser Feliz em Oito Sábados” e desde já lhes digo que foi outro sermão daqueles de tirar o fôlego.

O louvor foi composto por Leidimar Pedro Bergamim e Edna Maria Polidório que cantaram lindos louvores até o momento da entrada da Plataforma.

Os irmãos e irmãs que compuseram a plataforma foram Marcio Goulart, Cleise Goulart, Pastor Álvaro Martinho, Nilda Goulart e Guilherme Storch, que fizeram muito bem cada um na sua função, parabéns.

O Hino Inicial foi do Hinário Adventista Nº 012 – Vinde Povo do Senhor e a música Especial foi entoada por Cleise Goulart que cantou a música de Alessandra Samadello – Tomou o meu lugar. A Adoração Infantil foi feita pro Tutti Rigo em que até o Pastor participou em meio às crianças. Tudo isso em ordem e com muito louvor para Honra e Glória do nosso Senhor Deus.

Foto0066

Ao iniciar seu Sermão, o pastor nos disse que sábado passado (sábado de carnaval) ele estava no acampamento espiritual é lá se lembrou de nós e que ficou com saudades. Também nos lembrou de que no próximo sábado, além da continuação da série também teremos, a partir das 15 horas, um treinamento Via Satélite para os líderes e diretores de departamentos de todas as Igrejas do Distrito e até para os membros que quiserem ir. Nossa igreja foi escolhida para sediar este reunião para que a liderança de todo o distrito possa conhecer as novas instalações da igreja. Vale lembrar que estamos em processo de reforma, modificações e transformações, por isso é importante à fidelidade dos irmãos nos dízimos e ofertas, para que o Senhor possa continuar abençoando os membros e consequentemente a Igreja no aspecto físico e estrutural.

Dando prosseguimento ao sermão, o pastor nos mostrou em Mateus 5, 6 e 7 que o Governo de Deus tem se mostrado independentemente dos séculos e governos humanos.

As bem-aventuranças nos mostram o domínio de Deus no presente, nos dias atuais, dando a entender que tudo foi escrito para os povos daquela época e também para nós hoje, inclusive para nossos filhos, netos, bisnetos e etc.

O mundo vê as bem-aventuranças como sinal de fraqueza. Quando numa visão contemporânea lê “bem-aventurados os humildes de espírito” o mundo acha que a bíblia fala de pessoas ignorantes, sem intelecto ou estudo.

A terceira bem aventurança diz que devemos ser mansos, mas como ser manso neste mundo?

Na época de Cristo, o povo esperava um messias forte, guerreiro com espada na mão e que pudesse os libertar do domínio Romano. Que contraste Jesus os mostrou nas bem-aventuranças, não é verdade?

Só podemos ser mansos para com o próximo e para com Deus se formos mansos na vertical. As pessoas têm dificuldades de ser mansos, porque não praticam a mansidão, assim como Moisés que ficou 40 anos no deserto, cuidando de ovelhas e escutando o vento. Este tempo todo que ficou lá, não foi para aprender, mas para desaprender tudo de mal que tinha feito e ainda estava em sua mente.

Quando finalmente ficou pronto, Deus o chamou para cuidar de um povo que reclamava muito e nem por isso ele reclamou e retrucou com eles. Somente um homem com mansidão vertical poderia chegar a Deus e dizer: “Se for para matar todos, mate-me com Eles”.

Curiosidade: De onde Jesus aprendeu o verso 5 de Mateus 5? R: No Salmo 37.

Este salmo nos faz lembrar do Rei Davi, que apesar de tudo que passou e fez, ainda foi chamado “o homem segundo coração de Deus. Tudo porque Davi também tinha esta mansidão vertical.

Alguns episódios nós conhecemos, como quando Davi teve Saul em suas mãos, mas apenas lhe cortou a orla do vestido, entre outros episódios.

Nós precisamos confiar em Deus, porém só teremos esta confiança se tivermos mansidão vertical e vice-versa.

O Pastor nos disse: “Quando eu vejo estas coisas na Bíblia, eu fico pensando em, como eu posso dormir sem tomar os meus remédios, sem discutir com minha esposa e filhos? Todas as adversidades acontecerão, mas eu confio no Senhor, porque “mil cairão ao teu lado” e o Senhor me diz: “Entregue teu caminho ao Senhor, confie nEle e o mais Ele o fará.”.

Convidou-nos a ler I Coríntios 13, onde fala do amor, e nos fez lembrar que somente homens mansos podem cumprir estes versos.

Mostrou-nos também, alguns exemplos de homens mansos na Bíblia:

1 – Paulo. Fariseu, matador de Cristãos e que ficou cego ao ver o brilho de Cristo, disse: “Morrer para mim é lucro”, porque quem vive em Cristo pode morrer tranquilo. E assim foi a vida de Paulo que chegou a dizer “em mim estão às marcas de Cristo”.

Em sua última carta, Filipenses, preso no calabouço, ele dizia: “Regozijai-vos no Senhor…”.

Se sua vida está sem controle no Plano Horizontal, é porque tem desconexão no Plano Vertical (com Deus).

2 – Jó. Tinha tudo, mas Deus permitiu que tudo, menos sua esposa, fosse perdido. Até quando sua mulher disse para amaldiçoar a Deus e morrer, Jó a repreendeu. Inclusive Jó teve tudo de novo com a mesma mulher, pois ela se converteu de seus maus caminhos.

É dessa forma que conquistaremos nossos amigos e familiares, pois só se converterão quando verem Jesus Brilhar em Nós.

O Pastor pediu que abríssemos nossas bíblias em Zacarias 4:6 e em Romanos 12: 19-21 e nos mostrou que o maior exemplo de todos estes versos foi Jesus. Se Ele quisesse destruir todos quanto O fizeram mal, com apenas um piscar de olhos ou um sopro os faria, mas preferiu se entregar, suportar, por amor ao Pai e a todos os seres humanos.

Mansidão não é mostrar que está calmo, mas sim ser calmo interna e externamente, ser manso por completo.

A maior tentação de Jesus foi durante todo o seu ministério, pois tinha poder para fulminar o mal, mas deixou tudo com o Pai, para que se cumprissem as profecias e consequentemente a vontade de Deus.

Sabem irmãos, o Reino de Deus é algo que já foi inaugurado desde o nascimento, morte e ressurreição de Cristo. Você até pode dizer “minha esperança está no futuro”, porém você deve ter o Governo de sua vida hoje, nas mãos de Jesus.

Quando Cristo voltar, todo o mal terminará e Seu Reino estará 100% definido. Por este motivo é que nós, hoje, enquanto Jesus ainda não veio, precisamos deixar que Ele governe nossa mente, ações e planos, para que aqui, esperando por Ele, nossa vida seja um pedacinho do Céu.

Que Deus possa desenvolver em você este relacionamento íntimo, para que todos possam sentir que você vive sob o Governo de Deus e tem uma vida voltada para o Céu, num plano vertical. Amém.