Facebook, depressão e inveja

11050302_10153150971059749_1238859290743339607_n

Até que ponto o uso de redes sociais pode atrapalhar a adoração a Deus?

Naquele dia entrei em uma igreja para a programação especial. Do meu lado um homem com a cabeça abaixada não tirava os seus olhos da tela do celular. Olhando para o lado vi que ele olhava para publicações no Facebook.

Deixei de lado a ele e olhando para frente, exatamente na linha dos meus olhos uma adolescente também fazia a mesma coisa. Seus olhos e sua atenção estavam bem longe dali. Não há mais dúvidas, navegar

no Facebook se tornou uma atividade diária de centenas de milhões de pessoas ao redor do mundo. Alguns não conseguem sequer passar um dia sem dar uma passadinha por lá.

Devido ao forte impacto que o Facebook está causando às pessoas, pesquisadores começam a se interessar em descobrir o quanto estão envolvidos emocionalmente os usuários do Facebook.

Estudantes de jornalismo da Universidade de Missouri, nos EUA, fizeram um levantamento com mais de 700 estudantes universitários e descobriram que o uso do Facebook pode levar a sintomas de depressão na medida em que a rede social desencadeia sentimentos de inveja entre seus usuários.

Sem dúvida, o Facebook é uma atividade divertida e saudável enquanto os usuários aproveitam o site para ficar conectados com a família, com velhos amigos e partilhar coisas interessantes e importantes de suas vidas.

Por outro lado, se o Facebook é usado para ver o quão bem financeiramente um conhecido está, ou quão feliz um velho amigo está em seu relacionamento ou ainda quantos quilos alguém perdeu, isso podem causar inveja e assim o uso do site pode levar a sentimentos de depressão, constata a pesquisa.

O mesmo estudo descobriu que se os usuários do Facebook sentem inveja das atividades ou estilo de vida de seus amigos na rede social, pois eles são muito mais propensos a relatar sentimentos de desânimo. Mas não se iluda. É de se esperar que muitos usuários postem somente coisas positivas sobre si mesmos, criando uma personagem que está bem distante da realidade. É essa consciência que pode diminuir os sentimentos de inveja e evitar a depressão.

Na Bíblia encontramos diversos textos que falam contra esse sentimento terrível. Salomão disse, em Provérbios 27:4, que “o ódio é cruel e destruidor, mas a inveja é pior ainda.” Foi a inveja que motivou a prisão de Jesus: “Pilatos sabia muito bem que os líderes judeus haviam entregado Jesus porque tinha inveja dele” (Mateus 27:18).

Eu não estou contra o uso de qualquer mídia social, mas acho que deve ser usada com moderação. Quando entrar em uma dessas redes, entre com um tempo estabelecido. Se uma ponta de inveja começar a aparecer em seu coração, feche a página imediatamente. Ou caso apareça a vontade de sair criticando alguém, pare o que estava fazendo, avalie o seu próprio coração e vá fazer uma caminhada.

Não permita que essas ferramentas que aproximam pessoas influenciem em sua espiritualidade afastando você de Deus. O conselho bíblico recomenda: “Crede no Senhor vosso Deus e estareis seguros…” (2 Crônicas 20:20).

Fonte: http://noticias.adventistas.org/pt/coluna/rafael-rossi/facebook-depressao-e-inveja/

Que país é este? O mesmo, mas cada vez pior

Um país movido a BBBs e Paollas
Um país movido a BBBs e Paollas

Nos anos 1980, Renato Russo vociferava nas rádios, nos toca-discos e nos toca-fitas (lembra deles?): “Que país é esse?”, em sua música na qual atacava os desmandos políticos da nação. “Nas favelas, no Senado, sujeira pra todo lado. Ninguém respeita a Constituição, mas todos acreditam no futuro da nação. Que país é esse?” Três décadas se passaram (e como passaram rápido!), mas muito pouca coisa mudou no aspecto político. Houve, sim, um rodízio de cadeiras, mas a roubalheira continuou. Nosso dinheiro apenas passou a rechear outros bolsos. Mas, para quem acha que as coisas não podem piorar e que o fundo do poço não pode ser ainda mais escavado, convido-o a pensar no aspecto moral deste país. Aí bate o desânimo de vez. Vem outro carnaval aí, e o Ministério da Saúde volta a espalhar seus conselhos: transe à vontade, tudo é festa, só não se esqueça de usar a camisinha. Na TV, mais uma das não sei quantas edições do Big Brother Brasil ganha espaço na mídia, com matérias como esta, no site da maior revista semanal do País: “São apenas oito dias de confinamento, mas a carência afetiva já sobe pelas paredes da casa do Big Brother Brasil 15. Que o digam Rafael e Talita, que decidiram parar de se segurar e deram início, nesta madrugada, ao rali sexual da edição 2015 doreality show, logo após a Festa Árabe preparada pela produção. Com respiração ofegante, juras de amor e peças de roupas íntimas perdidas, ficou bastante claro: já rolando de um tudo embaixo dos edredons. Mesmo sem o devido preparo: a aeromoça teve de solicitar à produção do programa uma pílula do dia seguinte, para garantir que não venha um rebento com cara de Pedro Bial por aí.”

Bastante instrutivo, não? Mesmo quem não assiste fica sabendo do que acontece debaixo dos tais edredons. E, para a moçada desta pátria amada, fica o ensinamento: faça o que você quiser, só não deixe de se prevenir com preservativo e pílula abortiva, como se houvesse preservativo para os sentimentos e as consequências inevitáveis de uma vida desregrada. “Que país é este?”

Nas redes sociais, em lugar de debaterem seriamente a triste situação da Petrobrás, o risco iminente de que milhões de pessoas acabem sem água e no caos urbano, a perseguição e a morte de cristãos em países dominados por radicais islâmicos (imagine que alguém vai dar bola para eles… Pra que estragar nossa festa, não é mesmo?), o assunto que ganhou destaque, ficando no topo dos Trend Topics do Twitter e na boca do povo, foi uma parte anatômica da atriz Paolla Oliveira, que, fiquei sabendo depois, faz o papel de uma prostituta numa série intitulada “Felizes Para Sempre”, veiculada na maior emissora de TV do Brasil – a mesma que usa sua concessão pública para exibir o educativo BBB.

Como levar este país a sério? O carnaval está chegando. Pode até faltar água, mas não nos tirem o pão, a cerveja e o circo. Podem até roubar nosso suado dinheirinho, só não nos deixem sem a diversão garantida pelos BBBs e as Paollas da vida. Queremos distração. Queremos perversão. O maior problema não será a sede e a sujeira ocasionadas pela falta d’água. O maior problema é a sujeira moral, do coração, e a fome da alma, que estão ali, mas todos tentam ignorar, fazendo de conta que não existem.

Que país é este? O pedaço de um mundo à beira do precipício, a poucos centímetros de cair nele.

Michelson Borges

Obs.: Por que resolvi escrever este texto? Porque o barulho distante, mas irritante, do ensaio de uma escola de samba ou baile, não sei, atrapalhou meu sono.

Fonte: http://www.criacionismo.com.br

Evangelismo na Internet

reavivados pela palavra.indd Com o crescimento da Internet surgem novas oportunidades para compartilhar a mensagem de esperança. No entanto é importante saber como usar esse novo meio e entender suas peculiaridades.

Foi por isso que nasceu o site evangelismoweb.com. Um espaço para informar, instruir e incentivar o uso da internet no evangelismo. Nele você encontra vários materiais e dicas para compartilhar nas redes sociais.

As campanhas da igreja serão virtualizadas e disponibilizadas para você neste site. Acesse e faça parte dessa equipe:

Acesse: evangelismoweb.com.

Curta: facebook.com/evangelismoweb

Siga: twitter.com/evangelismoweb

 

 

FONTE: http://advir.com.br/

Os 12 Livros Esquecidos da Bíblia

Os 12 Livros Esquecidos da Bíblia 130x100 001_1250-foto-pastor Olá, é com muita felicidade em meu coração que anuncio a mais nova série bíblica em nossa igreja.

Durante 12 Sábados estudaremos os 12 Livros Esquecidos da Bíblia sendo eles os 12 livros dos profetas menores que são: Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Ageu, Zacarias e Malaquias.

12 Livros Esquecidos É de extrema importância ler a Bíblia, portanto estaremos orando por você, na expectativa de que você conheça mais um pouco da Bíblia Sagrada e passe a conhecer mais alguns personagens importantíssimos que compõem a nossa ferramenta de trabalho.

Desde já lhe convidamos a estar conosco todos os Sábados a partir das 8 horas na Igreja Adventista do Sétimo Dia da Cachoeira da Onça.

O Pastor Álvaro Martinho tem se empenhado para nos trazer estas mensagens tão importantes nas séries que ele ministra em nossa igreja, por isso é do fundo do nosso coração que você venha a nos conhecer melhor, para se sentir abraçado, acolhido e em casa.

Caso você more longe e não pode estar de forma física, então fique conosco aqui no Blog e no Facebook e não perca esta série maravilhosa.

Desfrute de belas mensagens e sinta-se abraçado por todos nós, onde quer que você esteja.

Que Deus nos abençoe.

MARANATA!!!

Carnaval? Blocos de Rua?

Galo da Madrugada - Bloco de CarnavalMe deparei com esta publicação no Facebook hoje pela manhã e achei de cruscial importância para todos os que vão pular carnaval (Festa da Carne), para que possam entender um pouco do que o carnaval representa. Apesar de as informações abaixo serem realmente importantes, nós sabemos que não é tudo e que por trás do Carnaval existe muito mais coisas ruins do que imaginamos.

Confira abaixo o artigo de Anderson Ricardo em sua página do Facebook:

Essa semana descobrir uma coisa que fiquei meio que indignado, bom, pouca gente sabem o verdadeiro significado do maior bloco do mundo, vou repassar pra vocês.
O GALO DA MADRUGADA: consegue arrastar milhares de pessoas em 1 único dia, e sua história é, milhares de pessoas comemorando a captura de Jesus para enfim matá-lo. Duvida?
Porquê o nome do bloco é galo da madrugada?
Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que, nesta mesma noite, antes que o galo cante, três vezes me negarás. Mateus 26:34
De noite antes que o galo cante? Já é madrugada né, e quando Jesus foi capturado o que os incrédulos fizeram? Ficaram comemorando porquê jesus iria ser morto naquela cruz que não era pra ele, e sim Barrabáz.
Porquê antes do bloco sair o galo canta 3 vezes? Muita coincidência para não ser, não é verdade?
Meu objetivo com isso não é impedir ninguém de fazer algo, mas sim de repassar o que de algum modo me ajudou, até por que cada um faz o que bem entende da vida.

Fonte: Anderson Ricardo em www.facebook.com/f5cristao