50 mil orações respondidas

George Muller (foto) foi um homem de oração. Construiu vários orfanatos e sustentou milhares de órfãos sem pedir nada para ninguém. Apenas para Deus. Tinha calos nos joelhos. Leu a Bíblia mais de 100 vezes.

Anos atrás li um dos muitos livros que contam relatos impressionantes de respostas às orações. O título já é sugestivo: “50 mil orações respondidas”. Muller registrava, como um cuidadoso contabilista, o dia do pedido e a data da resposta recebida de Deus.

Todo esse ministério de serviço voluntário foi desenvolvido na Inglaterra, porém Muller nasceu na Prússia, em 1805. Convertido, depois de anos de devassidão e pecado, mereceria um lugar na galeria dos homens da fé, em Hebreus 11.

Entre tanta coisa que existe sobre a vida deste homem de Deus (eu sou um fã dele e já vivi algumas experiências parecidas – ah, também nascemos no mesmo dia, 27 de setembro), deixou cinco condições para uma oração eficaz:

1 – Plena dependência nos méritos e mediação do Senhor Jesus Cristo – a única base do recebimento das bênçãos de Deus.

2 – Separação de todo pecado conhecido; se atentarmos à iniqüidade nos nossos corações, o Senhor não nos ouvirá, pois tal seria aprovar o pecado.

3 – A fé na Palavra de Deus, confirmada pelo seu juramento; não crer nEle, seria fazê-lo mentiroso e perjuro.

4 – Pedir segundo a vontade de Deus; precisamos ter motivos puros, não apenas buscar alguma coisa de Deus para despendê-la nas nossas cobiças.

5 – A insistência em suplicar, esperando em Deus e por Ele, como o lavrador espera o precioso fruto da terra.

George Muller praticava continuamente a oração intercessora. Orava pelos amigos, pelos não convertidos, por aqueles que estavam distantes do Senhor. Certa feita orou pela conversão dos  três filhos de um amigo. Depois de 10 anos o primeiro converteu-se. Continuou orando pelos outros dois. Quase dez anos depois o segundo aceitou Jesus. Persistiu orando pelo terceiro. Este se converteu pouco tempo depois da morte de Muller.

E você? Tem feito da oração a “respiração da alma”? Escolha três amigos (ou inimigos!) e comece a orar por eles. Aliás, tem um projeto novo começando na internet chamado Oro Por Você. Uma agenda virtual de oração onde você pode registrar seus pedidos, agradecimentos, orar pelos outros e receber orações.

Siga aí as dicas de George Muller. Mantenha sintonia constante com o Rei do Universo. Ele tem prazer em responder!
(Amilton Menezes)

Fonte: http://oroporvoce.com/blog

Os 12 Livros Esquecidos da Bíblia

Os 12 Livros Esquecidos da Bíblia 130x100 001_1250-foto-pastor Olá, é com muita felicidade em meu coração que anuncio a mais nova série bíblica em nossa igreja.

Durante 12 Sábados estudaremos os 12 Livros Esquecidos da Bíblia sendo eles os 12 livros dos profetas menores que são: Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Ageu, Zacarias e Malaquias.

12 Livros Esquecidos É de extrema importância ler a Bíblia, portanto estaremos orando por você, na expectativa de que você conheça mais um pouco da Bíblia Sagrada e passe a conhecer mais alguns personagens importantíssimos que compõem a nossa ferramenta de trabalho.

Desde já lhe convidamos a estar conosco todos os Sábados a partir das 8 horas na Igreja Adventista do Sétimo Dia da Cachoeira da Onça.

O Pastor Álvaro Martinho tem se empenhado para nos trazer estas mensagens tão importantes nas séries que ele ministra em nossa igreja, por isso é do fundo do nosso coração que você venha a nos conhecer melhor, para se sentir abraçado, acolhido e em casa.

Caso você more longe e não pode estar de forma física, então fique conosco aqui no Blog e no Facebook e não perca esta série maravilhosa.

Desfrute de belas mensagens e sinta-se abraçado por todos nós, onde quer que você esteja.

Que Deus nos abençoe.

MARANATA!!!

É possível viver uma vida santa?

conversao_thumb1 1Viver em santidade significa separar-se do mundo. Isso não quer dizer  que você terá de fugir para as montanhas, isolar-se e nunca mais falar com incrédulos. Significa que terá de separar seu coração do sistema de valores do mundo e valorizar as coisas que Deus considera mais importantes.

2Viver em santidade significa purificar-se. Purificar-se não é vestir uma túnica branca e cobrir tudo o que não é santo em sua vida. Antes, é pedir para o Deus santo purificar seu coração.

 

3Viver em santidade significa viver no Espírito, e não na carne. Nossos pensamentos carnais podem desqualificar-nos tanto quanto nossas ações. Ore para Deus ajudar você a viver no Espírito, não na carne.

4Viver em santidade significa afastar-se da imoralidade sexual. A maior mentira na qual nossa sociedade acredita é imaginar que o pecado sexual é aceitável. Peça para Deus manter você sexualmente puro na mente e no corpo.

5Viver em santidade significa ser santificado por Jesus. Uma vez que aceitamos a Jesus, não podemos manter nosso antigo estilo de vida pecaminoso. Agora que Cristo vive em nós e o Espírito Santo nos guia e nos transforma, não temos mais desculpas para andar segundo nossos velhos hábitos.

6Viver em santidade significa andar perto de Deus. Só conseguimos ver o Senhor com clareza quando nos esforçamos para caminhar perto dEle em pureza e paz. “Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12:14).

7Viver em santidade significa deixar Deus nos guardar. Santidade é a vontade de Deus para nossa vida, algo que Ele planejou para nós desde o princípio. E Ele é capaz de nos manter santos. Quando nosso coração deseja viver em pureza e fazer aquilo que é certo, Deus nos guarda de cair em pecado.

(Stormie Omartian)

Fonte: http://novotempo.com/amiltonmenezes

(06 de 08) Como ser feliz em 8 sábados? – Pr. Álvaro Martinho

aplicando-o-coracao-blog-do-bispo-rodovalho Olá, tudo bem? Como está sua vida e seu coração? Se estiver tudo bem, que ótimo, mas não deixe de vigiar e orar, porque o Inimigo pode tentar contra ti na hora em que você menos esperar. Se não, então preste bastante atenção na prévia do sexto sermão da série “Como Ser Feliz em 8 sábados?” com o Pr. Álvaro Martinho.

A Plataforma foi composta por Davi Almeida, Nilda Goulart, Pastor Álvaro Martinho, Fernanda Ott e Thiago Thom Pelissari. A Adoração Infantil ficou com Márcio Goulart e a Linda Música Especial ficou com Gledson Storch.

Márcio Goulart, durante a Adoração Infantil fez uma pergunta que deixou o pastor intrigado, “qual o seu animal preferido?” e o pastor, na introdução do seu sermão nos contou que nasceu na cidade, onde só conhecia asfalto e que não cresceu junto de animais de estimação, por isso não tem muita afinidade com animais, mas se casou com Leda, uma mulher Sul-matogrossense que cresceu em meio a animais de estimação e também selvagens. Como a educação é diferente de pessoa para pessoa, não é mesmo?

Isso nos fez refletir que muitos aprenderão guardar o sábado somente no céu e inclusive a viver com animais, eternamente.

Você pode ser feliz dentro de uma fornalha como os amigos de Daniel (Daniel 3:12-30) ou em um calabouço como José do Egito (Gênesis 41: 39-41).

O Sermão do monte de Mateus 5 foi muito bem elabora por Jesus. Podemos chamar a quarta bem-aventurança, de “o topo”. Da primeira a quarta podemos dizer que estamos na subida, da quinta a oitava podemos chamar de descida.

A quarta bem-aventurança é a mudança de trajeto. As primeiras representam Adoração a Deus, enquanto as últimas representam Amor ao Próximo.

Bem-aventurados os puros (limpos) de coração? O que isso significa? Somente os puros verão a Deus?

Você sabia que ninguém pode fazer qualquer cirurgia se antes fazer exames cardíacos?

Os médicos precisam conhecer seu coração para que somente com um diagnóstico bom, passem a dar prosseguimento à cirurgia. Interessante, não?!

Um Inglês chamado Walter Cleiny, quando prestes a ser decapitado por uma guilhotina recebeu uma pergunta do carrasco, “Sua cabeça está na posição correta?”, então ele respondeu, “Pouco me importa a cabeça, o importante é como está meu coração.”.

Provérbios 4: 23-27 Cuide do seu coração, nele está a sua vida.

Porém este coração que a Bíblia ensina, não é o mesmo coração de carne e músculo que está no nosso peito. O Coração que a Bíblia ensina é o cérebro, órgão tão importante e poderoso que inclusive comanda o coração dentro do nosso peito. Qualquer acidente com o cérebro pode prejudicar todo o corpo.

Portanto, quando a Bíblia fala sobre guardar e cuidar do seu coração, ela está dizendo para guardar sua alma, seu cérebro.

O inimigo ataca principalmente o nosso cérebro, através da nossa alimentação e saúde física em geral. Você conhece aquele ditado que diz, “Mente sã, corpo sã.”, pois funciona desse jeito e vice-versa.

Porque você precisa cuidar do seu corpo?

R.: Para que ele possa estar em harmonia entre todos os órgãos, para que haja total conexão com Deus, seja no corpo, pensamentos e ações, pois tudo isso vem do cérebro, o principal órgão do nosso corpo, vulgo o coração descrito na Bíblia.

Os desejos, vontades, pensamentos e etc, tudo isso vem do cérebro, assim como todas as nossas ações. Nosso cérebro é nosso quartel general, onde podemos nos defender e nos armar contra o maligno, por intermédio da graça e misericórdia de Deus.

“O homem bom do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau do mau tesouro tira o mal; porque a sua boca fala o de que está cheio o coração.” Lucas 6:45

De uma visão espiritual, todos nós estamos perdidos. Música, TV, conversas e etc, tudo isso gruda igual chiclete em nossa mente.

Então, como ser puros, para que possamos ir para o céu, como diz a Bíblia?

Só tem uma solução. Os Judeus representavam isso em uma santidade aparente, ou seja, com o que os outros pensavam deles.

Precisamos ter uma santidade íntima, com coração transformado por dentro primeiramente e por fora por consequência da transformação interior.

Precisamos ter uma santidade íntima, com um coração transformado.

O Pastor nos contou uma história de uma mulher que sempre lhe dizia que iria se divorciar do marido e todas as vezes que ela falava com ele, ele respondia para se separar sim e que não poderia mais continuar assim. Porém, todos os cultos, os dois vinham de braços dados, com carinho e tudo mais. Tudo isso para mostrar para os membros da igreja, de uma forma exterior e aparente, que eles estavam numa boa.

Na Vida Espiritual, muitos já se divorciaram de Cristo, mas continuam vindo a igreja, cantando, orando e participando de tudo na igreja, tentando mostrar aos outros uma santidade aparente, quando na verdade por dentro as coisas estão totalmente diferentes.

No tempo de Jesus, Ele repreendia os fariseus e os chamava de Sepulcros Caiados, que nada mais nada menos são sepulcros bonitos por fora, com enfeites, pedras preciosas e ornamentos de todos os tipos, mas que por dentro eles são fétidos, imundos, frios e escuros.

Pode parecer impossível ter um coração puro, porque quando nos olhamos no espelho, nos vemos como os sepulcros caiados, sujos, fétidos e imundos.

Graças ao bom Deus, há uma solução para este drama.

Cerca de 490 A.C, um monge chamado Simão se enterrou na terra, deixando apenas sua cabeça de lado, no intuito de deixar seus caminhos maus. Ficou ali por meses, porém acabou percebendo que o problema não estava no seu corpo, mas em sua mente.

Saiu de debaixo da terra e resolveu subir em um mastro de 18 metros e ali passou seus últimos anos de vida, no intuito de purificar a sua mente e o seu coração.

Jamais, por nossas próprias forças, conseguiremos mudar nosso caráter, somente quando Deus operar é que conseguiremos ter um caráter puro e santo, conforme a vontade do Senhor.

Salmos 24:3 e 4 diz: “Quem subirá ao monte do SENHOR, ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente.”

O verso 4 nos mostrar que somente os puros e que entregam o caminho e pensamentos ao Senhor é que poderão se dirigir ao Templo do Senhor.

Nenhum de nós é puro e justo para estar na presença do Senhor.

Isaías 29:3 “Porque te cercarei com o meu arraial, e te sitiarei com baluartes, e levantarei trincheiras contra ti.”.

Será que o culto, oferta, dízimo ou qualquer coisa que fazemos a Deus não é um culto hipócrita?

Devemos adorar a Deus com a mente, com o coração puro, para que tudo possa chegar a Deus como perfume suave e agradável.

“Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros. Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo. Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.” Efésios 4:25,29

Nossa mente é mal programada, mal ensinada. Dessa forma, nossa mente/coração esta transbordando de maleficência.

A hipocrisia espiritual vive nos acompanhando por todos os lados e de todas as maneiras.

Salmos 51: 10 “Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.”.

Imagine Davi escrevendo este Salmo, pedindo ao Senhor este espírito reto, inabalável/estável.

Pessoas bipolares são preocupantes, pois não tem domínio próprio e não tem certeza de suas emoções, isso não é bom para um cristão.

Precisamos ser os mesmos, precisamos de um transplante cerebral, feito por Deus, onde a mente de Cristo estará dentro de nós e somente assim, venhamos a pensar e agir conforme a vontade de Deus. O homem nunca conseguirá sua purificação com suas próprias forças, somente pela misericórdia de Deus.

O relacionamento saudável com Deus faz o Cristão ter uma visão diferente das coisas, inclusive da morte. Jesus morreu assim que seu coração explodiu na Cruz, seu sangue caiu sobre nós e nos purificou.

Nem Moisés viu a Deus no monte Sinai, teve de se virar de costas para que Deus passasse e pudesse ver apenas seu brilho Êxodo 33:18-23.

Como ver o Senhor então?

Jó 19: 25,26 – Reafirma a fé acima de tudo.

Jó 42: 5,6 – Arrependimento, reconhecimento e purificação de espírito.

É fácil ver Deus nas bênçãos, quando tudo vai bem, ao contrário de quando estamos no meio de lutas ou problemas.

História: “Um homem, de umas das igrejas por onde fui pastor, todas as semanas tinha que ir ao hospital para fazer transfusão de sangue onde passava por aquelas máquinas de hemodiálise”.

Deus quer purificar seu coração e você sabe disso. Porém você precisa fazer como aquele homem, deitar, esticar o braço, pois assim como aquela maquina de hemodiálise tira o sangue ruim e põe um sangue novo, você terá seu coração purificado, seu sangue removido e lavado, pois Jesus quer fazer isso contigo.

Jesus quer te purificar para que você possa vê-lo um dia e ao lado dEle desfrutar de um mundo novo, de uma vida nova onde não haverá nenhum tipo de mal.

O Cinto de Linho – Jeremias 13:1-11

prophet[1] No dia 24 de Março, o dia do Impacto Esperança, tivemos o prazer de ter conosco o Pr. Jair Soares Lima, o presidente da AES (Associação Espírito Santense).

Ele nos trouxe um lindo sermão que nos mostra como é importante estarmos ligados ao Senhor e protegidos nEle.

O texto utilizado foi Jeremias 13:1-11 que fala do Cinto de Linho e dos cuidados que devemos ter com o mesmo.

Neste caso o cinto de linho representa o Povo de Israel naquele tempo, mas que podemos trazer para nossos dias com toda a certeza e aplica-lo de tal forma que parece dizer para nós hoje.

Ao ler o texto você vai perceber que o cinto de linho é primeiramente colocado nos lombos do profeta, mostrando que ali o cinto não vai sofrer nenhum dano, porque está próximo e seguro no seu dono. Depois o sinto é colocado em uma rocha próximo ao rio Eufrates e ao passar de muitos dias o profeta volta para busca-lo e percebe que o cinto estava podre e para nada prestava.

Esta profecia mostra que quando o povo do Senhor encontra-se cheio de soberba e estagnação a tendência é simplesmente apodrecer.

O que não cumpre seus trabalhos como missionário cristão, estará literalmente como no texto, apodrecido.

Muitos estão na igreja apenas alisando banco, é claro que não existem funções para todos na igreja, mas todos nós somos missionários e estamos nesta obra para levar aos confins da terra a promessa de um novo céu e uma nova terra. Ficar sentado no banco, apenas recebendo e muito pouco doando, não vai levar nenhum cristão para o céu.

Porque Deus não envia seus anjos para fazerem este trabalho missionário?

Porque os primeiros beneficiados são os que pregam o evangelho, porque o que tem se mantido na obra, firme recebe bênçãos em dobro, porque O Senhor o usa como uma ferramenta valiosa.

Ser soberbo é simplesmente deixar de servir ao Senhor e fazer a sua própria vontade, por menor que ela seja.

Se você detectou em sua vida algum princípio de soberba, entenda no verso 10 de Jeremias 13 e os passos para mudar a sua vida e viver segundo a vontade do Senhor, ao contrário do que o povo de Israel demonstra neste verso.

1 – Ouvir as palavras de Deus.

2 – Não caminhar segundo a dureza de nosso coração.

3 – Não servir a outros Deuses e isso pode incluir a seu fanatismo por seu programa de tv favorito ou costume favorito e etc.

Deus fez o homem com um vazio no coração, para que o mesmo possa ser totalmente dependendo do Senhor, preenchendo este espaço.

Por isso quando o homem fica longe de Deus, procura outros deuses para preencher este vazio, como: futebol fanático, comida, dinheiro e etc.

Dessa forma, seremos como o cinto podre, que para nada presta onde no Dia do Juízo podemos correr o risco de ouvir de Jesus “Não vos conheço”.

Por isso precisamos ter intimidade com Deus (ler Jeremias 13:11)

Comece de novo, hoje, agora, porque o Senhor vai te esperar, porém não para sempre.

O Cristo Rejeitado

Veio para o que era Seu, mas os Seus não O receberam. João 1:11

IGNORADOA história de Jesus de Nazaré é inacreditável em muitos aspectos, mas um deles se destaca mais do que os outros: o Criador do Universo veio ao mundo que Ele fez, mas nós, Suas criaturas, O rejeitamos.

Como isso pôde acontecer? Como as criaturas do pó da terra puderam desprezar as mãos que as moldaram? Como homens e mulheres, sujeitos a uma vida cuja expectativa é de 70 a 80 anos, foram capazes de dar as costas para Aquele que é eterno?

Que benevolência! Que paciência! Que humildade! Apenas o fato de vir a este mundo em forma humana, submetendo-Se às leis da hereditariedade, já seria uma grande humilhação. Além de tudo, Ele veio ciente da rejeição, do sofrimento e da morte que O aguardavam. Essa história deixa qualquer mente confusa.

Muito antes de João escrever as duras palavras “veio para o que era Seu, mas os Seus não O receberam”, Isaías já havia predito a rejeição que Cristo sofreria: “Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um Homem de dores e experimentado no sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não O tínhamos em estima” (Is 53:3).

Ele foi rejeitado no passado e ainda é rejeitado hoje. Por quê? Porque Ele é a Luz que brilha no coração de cada pessoa. A Luz que revela como somos. Sob essa Luz enxergamos quem realmente somos. Não é uma imagem bonita de se ver. Essa é a razão de, na época de Jesus e ainda hoje, a maioria das pessoas responder: “Apaguem a Luz!”

“Este é o julgamento: a Luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a Luz, porque as suas obras eram más” (Jo 3:19).

Mas a rejeição não foi total, louvado seja Deus, e hoje também não é. No texto original grego as duas palavras traduzidas como “Seu” e “Seus” em João 1:11 são diferentes. Ele veio para o Seu mundo, e o Seu povo não O recebeu. Ele ordenou que as ondas cessassem, e elas obedeceram; Ele partiu os pães e os peixes, e eles se multiplicaram em Suas mãos. A natureza cobriu a Sua face com as trevas no momento em que Ele ficou pendurado na cruz em agonia.

E houve algumas pessoas (não a maioria, mas algumas) que não O rejeitaram, não disseram: “Apaguem a Luz”, mas que abriram o coração para recebê-Lo.

Naquela época, alguns. Hoje, alguns. Quero estar entre eles, hoje e todos os dias.

Fonte: Meditações Diárias 2012

É Possível Ser Feliz Sem Deus?

Teolográfico Essa é uma pergunta profunda que muitos cristãos responderiam rapidamente com um profuso e sonoro: Não!
Mas ai cabe a reflexão: Ninguém pode ser feliz sem Deus?
Se esse é o caso, então o “Deus da liberdade”, o instituidor do Livre-Arbítrio pode não ser tão libertário como parece. Uma vez que condiciona a Sí mesmo a existência do bem.
E se for assim, todo ateu tem o direito de pensar que ou os cristãos estão errados em pensar assim de Deus, ou este Deus cristão é injusto mesmo, se é que existe.
Afinal de contas,
Se eu não posso ser feliz sem Deus, então não sou livre realmente.
Se a única possíbilidade para minha felicidade, reside em Deus, então eu nunca fui livre, visto que fui criado para ser feliz. Sinto essa necessidade em mim, e vejo a mesma em todos os seres humanos. E se só me foi conferido um único caminho para alcançar esse objetivo, na verdade nunca me foi conferida a liberdade plena.
Exatamente.
Então Deus me confere o Livre-Arbítrio desde que… eu fique do lado dEle?
Hum… Quase!
Pense no que é Deus e portanto o que estar ao lado dEle significa.
Deus é amor!
Criou a humanidade com intuito de dividir a vida que havia nEle desde sempre.
Arrumou para Sí mesmo um problema, que cuja solução terminaria Consigo em uma cruz.
Deus é amor!
Portanto é a representação perfeita e plena do bem!
Qualquer caminho diferente desse não poderá se chamar “bom”.
Porquê o “bem”, o amor e todas as suas variações e formas já estão presentes em Deus.
Portanto, o outro caminho possível é o da maldade.
Caminho esse que é sim, recompensador.
É sim atrativo.
É sim poderoso.
Você encontra as mesmas realidades de uma vida no bem, em um caminho mal.
Muitas vezes mais fortes, mais intensas e até mais duradouras.
Pense, por exemplo, em como seria facil para você ser humano, deixar fluir a sua natureza.
Se não houvesse nenhum tipo de repressão moral.
Se o Hedonismo tão desejável se tornasse a norma natural a ser seguida.
Se toda maldade pudesse ser cometida…
Eu garanto para você, haveria sim gozo no seu coração.
Liberdade plena!
No entanto, lembre-se agora que você não está sozinho no universo.
Se a você for conferida a capacidade de realizar a maldade que lhe aprouver,
Como será quando os outros intentarem o mesmo contra você?
Haveria medo.
Raiva não reprimida.
Ódio corroendo livremente.
Vingança tomada pelas mãos.
Ai está o problema, a maldade é um sistema de vida que se auto-destroi.
A felicidade do gozo no coração cedo ou tarde será substituido pelo medo.
Não da justiça.
Mas da liberdade plena do outro.
É por isso que a Liberdade Plena não é bem-vinda no Universo de Deus.
Embore Ele a esteja tolerando por um período de tempo.
Ela será extinguida, apenas na prática.
E com ela os que a ela aderiram.
Os que acreditam que é possível ser feliz sem Deus.
Por isso, a liberdade plena é uma ilusão que Deus rejeita.
Para que a própria Liberdade não se transforme no veículo de nossa opressão.
Liberdade de verdade é sempre dirigida.
E dirigida pelo “bem”.
Pelo bem, que é Deus.

(Autor: Diego Ignacio)

Fonte: http://www.contextomoderno.com/2011/12/e-possivel-ser-feliz-sem-deus.html